Uncategorized

A paranoia midiática com José Dirceu etc

Preciso começar dizendo duas coisas: A primeira: acho ridícula essa paranoia midiática com o modo de vida de Dirceu na cadeia. Não me interessa saber se a cela dele tem um azulejo extra, ou duas lâmpadas a mais do que a cela do vizinho. Essa era a primeira. A segunda: a deputada Mara Gabrilli é minha amiga e uma pessoa que respeito e admiro e amo e em quem para sempre votarei.

Só que, se não sou capaz de concordar nem com tudo o que eu faço e penso, não concordo também com tudo o que Mara faz e pensa. Porque convivi com Mara por seis anos e vasculhei a vida dela do avesso para escrever sua biografia, sei que se trata de alguém que, apesar de ter perdido os movimentos do pescoço para baixo, se mexe demais pelo direito daqueles que têm algum tipo de deficiência. Tudo o que ela faz é lutar para que o Brasil se torne um país mais acessível, e faz isso de forma apaixonada.

Fora ela, ninguém mais do PSDB terá meu voto nem sob tortura.

Considero o partido um reservatório de politicos desatualizados e conservadores e ligados ao pior que a política oferece. A cada dia que passa tendo a achar que o Mensalão foi um julgamento acima de tudo político e mais me enojo do sistema judiciário brasileiro. Adoraria que Mara não fizesse parte desse partido e que pudesse se ligar a ideologias mais modernas, e acho que ela e os trabalhos que ela faz são maiores do que o PSDB – até porque são um oásis de investidas e iniciativas sociais num partido que vive em um deserto delas. Exatamente por isso me chateia ver Mara associada a uma picuinha partidária que talvez possa até ser boa para o PSDB, mas certamente não é para ela.

Antes dessa visita à Papuda, ela já tinha ido à penitenciária duas outras vezes para ver como eram tratados os presos com algum tipo de deficiência e saber o que poderia fazer para ajudá-los. As idas anteriores não tinham nada a ver com Dirceu, até porque ele não estava ainda na Papuda, e tampouco tiveram repercussão na mídia. Eram apenas parte de uma agenda que ela segue há anos.

Mas, se eu pudesse escolher, não gostaria de vê-la indo à Papuda vistoriar a cela de Dirceu com uma comitiva de deputados e com todo o circo midiático armado na saída. Acho que as causas dela são maiores e mais importantes do que uma vistoria às condições de encarceramento de um homem sobre quem desaguam tantos interesses e paixões. Tanto é verdade que ela já havia ido até a Papuda antes. Essa é a brisa de Mara. Uma brisa apartidária e que venta para melhorar a vida dos brasileiros com deficiência.

A mim, como eleitora, não interessa saber se Dirceu, além de preso, está sendo tão maltratado quanto todos os demais encarcerados da Papuda, ou de qualquer outra penitenciária brasileira. Não basta terem prendido o cara? É preciso mostrar ao Brasil se ele tem ou não uma TV duas polegadas maior do que a de cela ao lado?

Esse minuto-a-minuto dos mensaleiros na prisão tão bem alimentado pelo voraz apetite da mídia sensacionalista e apegada ao espetáculo do rídiculo talvez seja um dos piores sintomas de nossa podridão moral: a capacidade que temos para vibrar com o sofrimento alheio.

Uma comitiva que vistoriasse todas as penitenciárias de todo o Brasil para exigir tratamento digno a todos os presos me interessa. Uma que inspecione apenas a cela de um homem – e a de outros vizinhos somente a título de comparação – e apenas para ter certeza de que um específico preso não está sendo bem tratado não me interessa. Então, como eu acho que dessa vez o jogo era político e midiático e grotesco e paranoico, e eu preferiria vê-la fora disso. Só que ela achou que devia ir e na saída achou que devia dar seu parecer.

De qualquer forma, Mara não é meia dúzia de declarações descontextualizadas e dadas em momento de pressão. Mara é uma mulher que dedica à vida a lutar por causas nobres. E eu vou continuar a votar nela porque sei que é o mais bem dado dos votos. E quem sabe um dia ela decida sair do partido que na minha humildezinha opinião ficou pequeno para o tamanho de sua capacidade?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s