Comportamento/Futebol/Uncategorized

A mordida

O assunto do dia é uma mordida. Os comentaristas da ESPN americana, inconformados com a atitude do uruguaio Luis Suarez, pela primeira vez nessa cobertura estão de cara amarrada. Dizem que isso não pode, que não existe, que é desleal, imoral, indecente. Pedem que a FIFA puna o atacante severamente alegando que, como se não fosse suficientemente bizarro, Suarez é reincidente no absurdo de morder um colega de profissão.

Minha implicância com Suarez vem da atitude racista pela qual foi uma vez suspenso. Por ela, não me importaria que tivesse sido banido para sempre. Acho que racismo não deve ser tolerado em nenhuma circunstância, e deve ser exemplarmente punido em todas. Mas a mordida não me incomoda – embora talvez devesse.

Antes que os xingamentos e as ofensas comecem, peço que leiam até o fim.

Suarez errou, é desnecessário dizer o óbvio, mas digo mesmo assim. Errou e deveria ter sido expulso. Erraram Suarez e o juiz que não o expulsou, especialmente depois de ter expulsado de forma exagerada um italiano pouco antes.

Isso entendido, passemos à reflexão.

O futebol encanta porque é uma arte, e como arte existe enquanto crítica da vida. A arte suporta o bem e o mal, o insulto e a homenagem, o feio e o belo. É o que somos, são manifestações do que temos de melhor – e de pior.

Por isso, se o juiz não viu – ou viu e ignorou – e o jogo acabou sem que ele tenha sido advertido, sem que Suarez tenha sido punido, a história deveria morrer aí. Ou, por outro lado, seguir para as mesas de bar, lugares onde, como disse Sade, conversas, assim como partes da anatomia, correm melhor porque estão lubrificadas.

Não gosto da ideia de saber que a soberaníssima FIFA – uma entidade que num mundo ideal não deveria poder julgar coisa nenhuma – vai ver o VT e decidir o que fazer.

Tenho medo de estarmos higienizando o jogo e de eliminarmos com isso parte de sua beleza artística – e aqui volto a lembrar que a beleza artística nem sempre é bela. Suarez deveria seguir, com seus traumas e tropeços e loucuras, nessa Copa — e os árbitros que foram incapazes de ver o que todos vimos pela TV, esses sim serem punidos.

Porque se formos começar a agir assim, talvez então tenhamos que, terminado o jogo, parar, esperar que os senhores feudais da FIFA sentem-se em volta de uma mesa, sirvam-se de cafés e whiskeys e revejam mais coisas, como, por exemplo, o não-pênalti no Fred contra a Croácia, os gols anulados do México, a cotovelada do Neymar no primeiro jogo etc etc etc. Até onde voltar? Que tipos de erros devem ser revistos quando o jogo acaba?

Se a análise eletrônica pós jogo, tão reverenciada por ser capaz de moralizar o futebol, começar a ser usada para punir retroativamente então acho que pouco restará do futebol como o conhecemos. Será um outro jogo, e, portanto, sugiro que deem a esse outro jogo um outro nome.

Nesse outro jogo, aliás, Pelé teria sido tirado precocemente da Copa de 70, no México, depois da cotovelada que deu no uruguaio – que ironia – Dagoberto Fontes. Seria justo? Talvez. Mas enterrariam de vez o folclore da cotovelada de Pelé que o juiz não viu. Que graça teria isso? Precisamos nos levar sempre tão a sério?

E se fosse assim tão escandalosamente imoral a mordida, estaríamos fazendo tantas boas piadas com ela? Faríamos piada se ele tivesse quebrado a perna de um rival? Fizemos quando ele foi racista? Fizemos quando Leonardo deixou, com uma cotovelada maldosa, um americano convulsionando no gramado na Copa de 94?

Mas talvez esteja justamente aqui todo o segredo da coisa: o futebol é tão injusto quanto a vida. E, bem lá no fundo, reside aí boa parte de sua beleza. É a arte de nos fazer sentir, chorar, gritar, aceitar e seguir. Porque haverá sempre um outro jogo e uma nova chance para que consigamos encarar de frente o que temos de melhor – e de pior.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

8 pensamentos sobre “A mordida

  1. Tem como o time do Uruguai ser desclassificado por isso?!? Acho uma atitude tão absurda que o time inteiro merecia ser punido.

    Curtir

  2. É a terceira mordida dele, sendo que ficou 8 jogos suspensos ao morder Ivanovic.
    O futebol é o que é porque em mais de 100 anos mudou muito pouco as regras do jogo, e a entrada da eletrônica pra decidir a validade de uma jogada tem que ser vista com muito cuidado para não tirar a essência dele.
    Mas acho válido nessa situação, se fosse assim Tassoti não teria sido suspenso em 1994 e De Rossi em 2006.
    Condenaria com dor no coração, pois sou tricolor celeste por consideração a Pedro Rocha, Pablo Forlan, Dario Pereira, Diego Lugano e Alvaro Pereira.
    O Uruguai tem pouca qualidade técnica, principalmente no meio de campo, tem um sistema tático normal, mas joga com a alma, tem fome de glória.
    O Uruguai quando faz gol, não tem jogadores fazendo dancinha, não tem jogador pintando cabelo durante a copa, não tem craque ostentação.
    Neymar pode ser craque, mas parece mais cantor de funk do que jogador de futebol, não consigo torcer para jogador assim.
    Suarez, por burrice deve e será punido, infelizmente.

    Curtir

  3. É, faz muito sentido o que você escreveu, não tinha pensado nisso. Achei terrível essa mordida, mas ele devia ter sido punido na hora com expulsão. Não gosto da ideia de punição retroativa no futebol. Afinal, tem um juiz ali na hora pra resolver qualquer problema.

    Curtir

  4. Se foi na Cpa, não se deve alegar outras competições. Existem pontapés,socos, cotovelas a todo momento, e aí vão julgar.? Quanto ao racismo, como ele agiu assim, se o país dele possui muitos negros? O Galvão Bueno, certa vez. narrando u jogo entre camarões e Brasil, nas olimpíadas, disse que o atleta camaronês, parecia um gorila, e então qual é a posição da mídia, ou da justiça, melhor dizendo?

    Curtir

  5. Minha querida Milly !!! Vc sabe o qto te admiro e o quanto te adoro !!! Mordidas a parte, o racismo dele vc deveria ver os dois lados… O melhor amigo dele é o Glen Johnson lateral direito da Inglaterra que é NEGRO… Johnson inclusive foi o primeiro a sair em defesa do uruguaio na época. Todos sabem que o EVRA Não presta. Todos sabem que muita coisa acontecem dentro de campo. Cusparadas, Cotoveladas, Mordidas, Xingamentos, tudo isso faz parte do futebol… Se o Suarez tivesse sido expulso contra a Itália, ele pegaria um jogo de suspensão… Pq 9 ??? 4 meses sem poder trabalhar ??? Multa ??? Ou as imagens são usadas para todos ou para ninguém…Reincidencia ??? Sim !!! Em Copa ??? O cara mordeu na Holanda e na Inglaterra e já pagou por isso… 3 jogos no máximo… Ainda mais por uma empresa clara e limpa como a FIFA !!! Beijão Bulgarelli

    Curtir

  6. É Milly… confesso que ainda não consegui entender qual a sua linha de pensamento sobre o futebol. Se gosta do futebol arte, que é o futebol bem jogado, deveria sim gostar da FIFA (que de fato não tem moral para nada mas é, enfim, quem pode julgar os profissionais do futebol) utilizar VT para corrigir situações que os árbitros não viram. Isso é em defesa do próprio futebol arte, jogado na bola, e não na truculência.
    A não ser que chama de arte apenas o futebol em si, independente de se bem jogado ou não, como expressão de cultura popular. Mas aí fica só arte, e não o esporte. E arte, em si, já temos outras… O esporte, com sua técnica e plástica, tb deve ter seu lugar!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s