Economia/Política/Vida

Por que, mesmo insatisfeita com Dilma, eu não iria para a rua dia 15

Eu sou muito a favor de protestos contra governos. Acho que enquanto existir a necessidade de sermos governados haverá a necessidade de protestarmos. Bons motivos não faltam, nunca faltaram, jamais faltarão e movimentos populares são sempre eficazes, além de comoventes.

A questão é saber pelo que estamos protestando.

Dia 15 as ruas estarão lotadas de patriotas, e não há nada mais deprimente do que o patriota que se veste com as cores da nação, carrega bandeira e uiva o hino. Patriotismo não é exatamente isso porque isso se chama nacionalismo e é também conhecido como pai e mãe dos piores crimes cometidos contra a humanidade, e é com uma vibração dessas que, por exemplo, se sai às ruas para espancar haitiano.

Patriotismo é pagar impostos, não sujar as ruas, defender os interesses do povo, lutar pelo direito das minorias, ficar ao lado do oprimido, brigar para que a desigualdade diminua… Esse tipo de patriota me interessa porque ele agiganta e une uma nação, enquanto o outro apequena e separa.

Dia 15 veremos a manifestação do primeiro tipo de patriotismo.

Até onde posso enxergar não me parece que para as ruas estejam indo os insatisfeitos com a desigualdade que ainda afunda o Brasil, nem os indignados com o rombo que sonegadores fazem nos cofres públicos, nem os que querem ver o escândalo do HSBC apurado, nem os que exigem nomes dos corruptores na Petrobrás, nem os que acham que grandes fortunas devem ser lindamente taxadas como explicou em 600 páginas irrefutáveis o economista e pesquisador francês Thomas Piketty, nem os que não aguentam mais ver a fúria capitalista assassinar o meio-ambiente e acabar com a chance de vida decente para nossos netos em nome da maximização do lucro rápido.

Para as ruas vão os muito ricos, claro, porque eles já não aguentam mais ver o Brasil mudar de cara e seu privilégio ser ameaçado, e uma classe média atordoada que, esbofeteada pelo noticiário que avisa todo santo dia que nunca se roubou assim no Brasil, decidiu que já deu de roubalheira porque, como dizem na TV, esse é o grande problema da nação: o político que rouba.

Se o apresentador sempre tão simpático e risonho da TV explicasse que a maior roubalheira do Brasil está relatada tim tim por tim tim no livro A Privataria Tucana (que lota de profundas manchas a gestão de FH), e que no Brasil corrupção é esporte há décadas, e que os índices mostram que não se rouba mais hoje, muito pelo contrário, e que os maiores problemas do Brasil, em números, são os sonegadores, a falta de políticas que protejam o meio-ambiente, a desigual taxação que coloca todos num mesmo grupo quando sobre os mais ricos deveriam incidir taxas maiores, os fundamentalistas que teimam em misturar a crença de um grupo na política feita para todos (além da corrupta classe política, claro) talvez muitos dos que hoje estão separando suas camisas amarelas para o domingo desistissem de sair de casa nesse dia.

A manifestação de domingo é aquela que coloca o empresário e a corporação como herois e salvadores, quando a verdade é que o interesse deles é na maior parte das vezes completamente oposto ao nosso.

Uma manifestação “popular” que tem integral apoio da classe mais alta não pode ser boa coisa, e isso bastaria para que a luz vermelha se acendesse. Não houve momento na história do mundo em que ricos e classe trabalhadora tenham defendido os mesmos interesses, e não seria dessa vez.

Há muitos problemas no Brasil, muitos e graves, mas nenhum dele será pauta do que veremos nas ruas no dia 15. O pequeno empresário, afundado em burocracias e tendo a mesma carga tributária do ricaço, não entendeu que está indo para a rua manter as coisas assim – ou ainda piores porque um partido de direita, ou de extrema direita, apenas acentuará essa diferença.

Então, quem for para a rua dia 15 estará indo lutar pela classe mais alta, pela manutenção de poder e de privilégios, pela baixa taxação dos ricaços, pela diminuição do salário mínimo (porque assim esse heroi, o grande empresário, pode contratar mais, uma lógica absurda que implode quando refletimos por mais de três minutos, e uma lógica torta que serve apenas para justificar o aumento da margem de lucro, e quem não entende isso ainda deve assistir Inequality for All, documentário que acaba com qualquer dúvida).

Acreditar no recado desesperado do poder corporativo que diz que todo o problema do Brasil é a corrupção é aceitar ter o pescoço virado para longe do verdadeiro problema, que é a abusiva concentração de poder nas mãos do capital privado. É bastante conveniente para o poder corporativo que achemos que o problema é o governo porque o governo a gente pode mudar.

E enquanto formos manipulados a achar isso o poder descansará seguro nas mãos de poucos em detrimento de muitos. Enquanto formos manipulados a lutar uma luta que não é a nossa manteremos os privilégios e as benesses de uma elite mal-educada, mimada e arrogante que acha super ok ir à janela chamar a presidente de vaca e vagabunda — e continuaremos a socializar os riscos e privatizar o lucro, para regozijo dos muito ricos.

39 pensamentos sobre “Por que, mesmo insatisfeita com Dilma, eu não iria para a rua dia 15

  1. Prezada Molly,

    Para de colocar rico contra pobre. Quem vai reclamar é rico. Para o pobre tá bom. Para com isso. Não soma nada.

    As pessoas vão para a rua reclamar do seguinte:

    1) ( a principal) A Dilma para se reeleger, destruiu as contas públicas, quebrou o país, e vai a televisão pedir um sacrifício dos brasileiros com um discurso mentiroso. Porque ela não corta 5 Ministérios e depois pede sacrifícios à população? Porque sói eu que pago a conta?

    2) Ela demonstra não ter competência para gerir a crise econômica em que nos meteu.

    3) É impossível que ela não saiba do que se passava na Petrobrás. Ok que roube-se um pouco. Não podiam quebrar a empresa. Coloquei dinheiro do meu fundo de garantia lá. Os caras roubaram R$ 88 bi. Alguém vai me reembolsar?

    4) Ela destruiu o setor energético. Agora, para consertar a cagada, pago 40% a mais de luz. Agora. Sei lá quanto vai ser mês que vem. Fora a gasolina que cai no mundo e sobe SÓ AQUI. São 12 anos sem investimento em infra estrutura.

    Agora sobre os seus outros comentários, me responda:

    Se a privataria tucana foi essa roubalheira toda, porque nestes 12 anos o PT não investigou?
    tem que ser mega empresario? Sabe porque você tem trabalhadores e mega-empresários do mesmo lado? porque o projeto bolivariano do PT está deixando o Brasil de saco cheio. Não quero que os grandes parceiros do Brasil sejam Cuba, Venezuela e Bolivia, e para terminar o Irã. Não existe nada de democrático nestes países.
    Direita e extrema direita? você sabe o que é isso? A ditadura militar aqui exilou a direita também, tipo José Serra e FHC? Extrema Direita é Marine Le Pen…ou Gert Wilders, e não tém ninguém como eles indo para as ruas domingo.
    e mais, o problema do Brasil, não é a abusiva concentração do poder no Capital Privado, e sim a mania do Governo se meter em tudo. Seu negócio cresce um pouco, por pouco que seja, e ja precisa de um alvará, um incentivo fiscal, uma autorização, uma regulação aprovada, todas elas com o intuito exclusivo de te tomar algum. E se você não der, não arruma a tal autorização de que tanto precisa, e deixa de ser competitivo.
    a melhor forma de diminuir a corrupção é tirar mais o estado do cenário, sem eles, não há quem corromper…
    E sabe quanto o PT roubou da Vale do Rio Doce entre 2002 e 2015? ZEROOOOOOO porque foi privatizada…pois se não tivesse sido, se chamaria hoje Vale do Rio Seco.
    e depois me diga o que fazer com as duas linhas telefônicas que estavam na declaração de renda do meu falecido pai. Telefone antes de ser privatizado era tão caro que a gente declarava no IR….la no escritorio dele, eram 10 linhas de telefone. 5 nossas e 5 alugadas pois a gente não tinha dinheiro para comprar as 10…e trabalhava com vendas por telefone…

    chega, né?

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi, Fernando. Obrigada por ter lido e comentado. Discordo de absolutamente tudo o que você escreveu, mas agradeço de verdade ter me dedicado um tempo. O debate de ideias é importante.
      Abraço

      Curtido por 2 pessoas

      • não preciso dizer que discordo de tudo o que você escreveu…agradeço as palavras gentis suas. Se quiser prosseguir no debate e elaborar porque você discorda, agradeço.

        Curtido por 1 pessoa

      • Fernando, eu também discordo de tudo o que você escreveu. Esse discurso é uma cópia desbotada da cartilha que a mídia quer que você acredite. Eu sei que o Brasil não está nos seus melhores momentos, principalmente do ponto de vista econômico e lamento pela sua perda (se assim entendi corretamente) nas ações da Petrobrás, sei que quando pesa no bolso da gente, é fogo, porém, há de se refletir que o mundo inteiro está passando por uma crise econômica, alguns se reerguendo rapidamente (EUA) e outros começando a absorver os impactos lá da frente. Eu não sou feliz com o governo Dilma como você, acho que muitas outras medidas poderiam ser postas, mas sabemos que as coisas nessa nossa política não só dependem da presidente, é um jogo cabuloso de poder, a gente pode comprovar isso olhando para o nosso congresso, os ‘deputados’ que representam o povo (lê-se, grandes empresas). É um erro sair as ruas no dia 15, pedindo impeachment da Dilma, uma afronta a nós mesmos como democracia. Eu prego pela Reforma Política, feita pelo povo e solicitada pelo povo. O dia que podermos garantir isso, a coisa anda!
        Essa energia toda de domingo, poderia ser canalizada neste sentido. Pois saem alguns e entram outros com o mesmo sistema, com as mesmas falcatruas e NUNCA estaremos livres de presenciar atos de corrupção tão grotescos como os que costumamos ouvir. Abraço!

        Curtido por 1 pessoa

      • Marcio e todos.

        Existem duas razoes para tirar a dilma, ja:

        1) acabar com esse projeto ridiculo bolivariano de poder
        2) ela não tem competência para resolver a crise econômica.

        Os dados da economia americana são ótimos, a china cresceu 7% ano passado, a Alemanha tem números bons de desemprego, e todos estes países, todos, crescem mais do que a gente. Não podemos ter números de crescimento pior de um país do velho mundo que não tem para onde crescer. Somos um BRIC e um BRIC cresce um mínimo de 4% ao ano.

        Para de botar a culpa nos outros.

        A culpa é de uma política econômica errada.

        Gastaram o que não havia. E ainda vão para a TV dizer que a culpa é dos outros.

        E não sabem resolver.

        Ou alguém acha normal que a luz suba 50% em um ano? ou 40% ?

        E a gasolina que cai no mundo todo e sobe aqui?

        Era barata para se eleger? A petrobras tinha que vender gasolina mais barata do que custava para ela. e aí?

        E agora?

        Que banco empresta dinheiro para a Petrobras?

        E os 30 mil empregos que se foram em Itaboraí? E a economia do Rio que parou com a situação da petrobrás?

        Como é que fica?

        FALTA COMPETÊNICA. SÓ ISSO

        Curtir

      • milly apesar deste discurso de ces petista e mais pura mentira todos nunca iriam agradecer um comentario contra os safados que roubaram a petrobras eu lhe pergunta e falo as mesma palavras que falei para familiares que votaram em ladroes como vce pede ou ensina um filho teu que os petista foraM DENUNCIADO E NAO ACUSADO A SIMPLE ACUSACAO JA UMA MANCHA PARA ALGUEM HONESTO A DUVIDA MAIOR E SABER QUE PESSOAS COMO ELES CONTA COMO PESSOAS COMO VCE QUE ACREDITAR EM SACI PERERE MAIS QUE OS QUADRILHEIROS ROUBARAM UM DIA A DIGNIDADE E HONESTIDADE VAI FAZER CAIR ESTA VENDA QUE ESTA NO ROSTO ESTA E A ESPERANCA DE MUITOS BRASILEIROS ROUBADOS E ATE VCE ESTA SENDO ROUBADA E AINDA AGRADECE ESTE ABRACO E SINCERO SEM RANCOR COMO TEU ABRACO ATE MAIS

        Curtir

  2. Eu só gostaria de saber o motivo dos tais ricos que você diz ser contra o enriquecimento dos pobres. Não faz sentido!
    Os rricos, que você diz, precisam de mercado consumidor para os seus produtos e, com uma população mais enriquecida, eles acabariam lucrando ainda mais. Quando a população é cada vez mais rica, todos os lados ganham. A sua lógica não faz o maior sentido, e ainda por cima, prega o ódio rico x pobre. A sorte sua é que você tenta defender o pobre, porque se tivesse tentando defender o rico, poderia ser processada por algum intelectual de plantão

    Curtir

    • Exato, Matheus. Mas não é assim que se pensa. Não é assim que eles pensam. Me parece que existe um certo desespero pelo que consideram ser o risco de perder privilégios. Um pensamento oco, claro. O comportamento esquizofrenico dos muito ricos fica bem diagnosticado no documentário Inequality of All, de Robert Reich, que foi secretário do trabalho de Clinton. Se não viu, recomendo muito: http://inequalityforall.com/
      Abraço e obrigada por comentar.

      Curtido por 1 pessoa

      • Eu estava escrevendo algo parecido com o que o Matheus comentou. Trabalho com vários empreendedores, classificados como “elite” pelos critérios de renda, e muitos fizeram dinheiro e cresceram suas empresas justamente por conta da ascensão econômica das classes menos favorecidas. Acho que a grande maioria percebeu que inclusão social é bom para todos. Para ficar no jargão empresarial, aumentou o “mercado consumidor”, a mão-de-obra é mais “produtiva” porque melhorou o acesso à educação, entre vários outros benefícios.

        A indignação existe pelo sentimento de que o Brasil poderia muito mais. O governo errou a mão, e perde apoio ao assumir uma postura arrogante; reconhecer alguma culpa seria um grande avanço para recuperar credibilidade.

        Muito boa a nota do PSOL. Está tudo lá. O foco dos protestos é inadequado, no Congresso o problema é muito maior.

        Curtir

  3. Eu também adoro manifestacoes, pauta de reivindicações, solidariedade e seriedade! Aprendi as melhores lições de politica nos movimentos estudantis, e sinto falta desta aprendizagem de cidadania, “caminhando e andando, quem sabe faz a hora, com Geraldo Vandre, ou Ideologia, eu quero uma pra viver, com Cazuza”!, No Brasil de hoje, talvez ainda caiba um movimento contra a carestia, cada vez que vou ao Br reclamo dos preços do supermercado. Seria interessante sim, ir as ruas e exigir por Reformas Politicas e gerais…. tudo o que não esta certo, vamos a luta! Estou decepcionada com o PT, mas aprendi com o falecido comunista Joao Amazonas, que o PT tambem passara na grande avenida, e outros virão! Agora, manipulados por uma midia ou o PIG, nem pensar que iria para as ruas com a grande burguesia, enaltecer o projeto deles, e para mim, o que esta em jogo são dois projetos de mundos diferentes. Meu pai tem quase 80 anos e com muita sabedoria me liga: filha, não vamos desistir do socialismo, a America Latina vai nascer unida um dia! E vai! vamos la, democracia! Não lutamos por quase 30 anos em vão. O mundo tem que reagir, o velho capitalismo esta desmoronando, mas outras formas de governar vão surgir! Depende de nos. Retrocessos, não! Nunca mais. Cazuza, o futuro não vai repetir o passado!!!. Avante queremos prosseguir.

    Curtir

  4. Milly, eu não poderia discordar mais com você do que neste texto. Primeiro que você coloca todo mundo no mesmo saco. Que já é um erro. Seria como se eu colocasse todos que pensam à Esquerda do mundo como um Stalin ou PolPot. Entende o que quero dizer? O fato de FHC ter feito um governo na média das roubalheiras brasileiras, não dá o direito ( nem ao PT-PMDB ou a você ou a ninguém) apoiar o maior esquema de desvio de recursos da história da humanidade (não é uma frase minha!). Tem muita gente ridícula neste protesto do dia 15? SIM! Mas tem MUITA gente de bem também. Se houvesse somente UMA pessoa de bem, a manifestação já seria legítima e poderia contar com sua presença. Quero acreditar que nesta hipótese, já seriam DUAS pessoas de bem…;-)

    Curtir

  5. Eu sou muito a favor dos protestos, mas n sou a favor de impeachment. Sou a favor de protestos contra o governo da Dilma que foi um primeiro mandato desastroso e que colocou o pais na situação que está. Vejo todos os apoioadores da Dilma falar que vota nela em favor da classe mais pobre do país. Afinal, oq de tão absurdamente espetacular o PT fez para os pobres no país? A não ser tornar a classe mais pobre do pais refem do governo? Sim, no meu modo de ver hj a classe mais pobre do pais é refem, pq com o bolsa família, que é um excelente paliativo, PALIATIVO, para a pobreza, o PT consegue manter a classe mais pobre do pais nas mãos com uma ilusão de que com o PT se ganha mais, se sofre menos. Doce ilusão. No governo do FHC o Brasil teve uma de suas maiores conquistas, uma moeda forte, e se livrar da inflação que massacrava e judiava a população. Isso tb se chama política social. Vc da mais poder de comprar na mão da população, controla os preços controlando a inflação. Muitas famílias pobres pode comer comer pela primeira vez na vida com o plano real. No governo Lula, foi mantida e ampliada a base do governo FHC, coisa que aconteceria qualquer um que entrasse no poder, pq ninguem é retardado de da um tiro no próprio pé a acabar com oq que vinha sendo feito. O Lula teve o merito de criar o Bolsa família e programas sociais, oq aumentou mais ainda o ganho da população mais carente. Blz, ai que começa a desandar tudo. Ao invés do PT, diminuir o bolsa família e começar a investir mais na classe pobre, no nordeste, usar a auge do pais em investimentos pra tirar o classe pobre do bolsa família, que deveria ser um paliativo, ao invés da pessoa passar o resto da vida recebendo peixe de graça do governo e o governo dar a vara e ensinar o povo a pescar, prefere manter todos sobre seu domínio para poder manter o controle da população. Isso de chama governo populista, que prefere aumentar os pobres ao invés de diminui-los, de fase-los crescer, do pais crescer junto. Ai diminui a classe média pra quem ganha 329 reais por mes. Que pai de familia consegue sustentar sua mulher, e dois, 3, 4 filhos com 329 reais por mes? Pra depois o PT fazer slogan que acabou com a miséria no país? Isso se chama maquiagem pra se mante no poder.

    No primeiro mandato da Dilma de gastou tanto, se fez tanta merda pra conseguir se manter no poder que agora esta colhendo os frutos disso. Política social tb se faz com uma moeda forte, com controle da inflação e tudo mais ou vc acha que essa calma, que ela pediu a população ela está pedindo aos mais ricos? Todos os cortes que está fazendo agora e os ricos que vai sofrer? A inflação mais alta e no bolso do rico que vai doer? Rico ta pouco se fodendo se vai pagar 5, ou 10 reais no preço do arroz, rico ta pouco se fudendo se vai parar 1 real ou 3 no litro da gasolina. Agora nas famílias pobres que o rala 18 rohas por dia, ganha um salario minimo e tem 3, 4 filhos pra sustentar que é a maioria no brasil, esses vao comer o pao que o diabo amasso por causa de irresponsabilidades do governo Dilma.

    E essa ladainha que não voto no psdb por que não quero priorizar o rico, como se o PT tivesse tachado fortunas e feito alguma dessas coisas que vocês tanto falam, go verno PT n passa de continuidade do governo do psdb que estava dando certo, até o ponto que PT vislumbrou o poder ai tudo se perdeu e chegamos no ponto que estamos hj. PT nunca tachou fortuna, não vai fazer isso, se prometer isso é mentira, como tantas as outras mentiras que a dilma prometeu na campanha e agora n ta fazendo, pq sabe que se fazer tudo oq prometeu vai quebra mais ainda o pais, tem que parar com essa utopia ai.

    Eu vou a rua protestar por isso. Por a dilma ter acabado com um dos pilares que sustenta o brasil, o pilar econômico conquistado no governo fhc, e que consequentemente começa a detonar o pilar social conquistado pelo lula. Tudo que foi conquistado a senhora Dilma Roussef e o vislumbre pelo poder que o PT perdeu a noção está fazendo, está sendo jogado fora. E por isso que vou protestar.

    Curtir

  6. Olá Milly, gostaria de comentar sobre algumas das ideias que você levantou no seu post. Como venho comentar com respeito, gostaria de ser respeitado e não ser “generalizado”.

    Com relação à sua definição de patriotismo e à sua classificação antecipada das manifestações que ocorrerão no domingo, não tenho muito a dizer, afinal, as manifestações na ocorreram e o conceito de patriotismo é muito vago. Marx mesmo definiu que “homens trabalhadores não têm país”, Mark Twain que explicou que um patriota é alguém que pode gritar mais alto sem saber sobre o que está gritando, enquanto Tolstoi sugeriu que quanto maior o estado mais errado e cruel seu patriotismo e, finalmente, Shaw definiu que patriotismo é a convicção que seu país é superior a todos os demais porque você nasceu nesse.

    Você então trata das motivações que você observou dos que vâo para a rua. Dizendo que “não me parece que para as ruas estejam indo os insatisfeitos com a desigualdade que ainda afunda o Brasil, nem os indignados com o rombo que sonegadores fazem nos cofres públicos, nem os que querem ver o escândalo do HSBC apurado, nem os que exigem nomes dos corruptores na Petrobrás, nem os que acham que grandes fortunas devem ser lindamente taxadas como explicou em 600 páginas irrefutáveis o economista e pesquisador francês Thomas Piketty, nem os que não aguentam mais ver a fúria capitalista assassinar o meio-ambiente e acabar com a chance de vida decente para nossos netos em nome da maximização do lucro rápido”. E a partir daí eu gostaria de ir por partes!

    1) Desigualdade: acredito que sim, a desigualdade, em todas as suas características, que assola o Brasil é um dos temas centrais dos protestos. A começar pela desigualdade de renda, de oportunidades e de educação. É fato que o Brasil teve muito sucesso na diminuição da desiguladade desde o primeiro governo Lula, porém, desde o primeiro governo Dilma esse sucesso desapareceu. Não existe forma mais eficiente de diminuir a desigualdade do que com crescimento economico (não tem mais), distribuição eficiente de renda, controle de inflação (os pobres sempre são os que mais sofrem com a inflação) e investimentos em educação para construção de oportunidades iguais para todos. Porém o governo Dilma 1 falhou em inúmeras frentes de combate a desigualdade social. Mais do que isso, no final de seu primeiro governo, a presidenta desistiu de governar e passou a “campanhar” período integral, inclusive utilizando políticas públicas em prol de sua campanha e fazendo um desastre nas contas públicas. Vide: tarifas de energia, inflação, desemprego, falta de crescimento economico, diminuição do FIES entre outros. Mais do que isso, a essa altura, já sabemos que inúmeros problemas seríssimos do Brasil – Violência endêmica, descontrole da população de adictos, baixa produtividade do trabalhador, e etc… são frutos da desigualdade (não somente da desigualdade) e afetam a vida de toda a população brasileira.

    2) Rombo dos Sonegadores: Olha, discordo completamente de você quando trata da questão da sonegação. A começar pelo fato de que a classe média (taxada de “coxinha”, juntamente com os pobres que estão dentro da economia formal, são os maiores pagadores de impostos do país. O nível de sonegação da classe média e dos pobres é muito inferior aos níveis de sonegação das grandes e médias empresas (principalmente porque o valor dos impostos devido pelas empresas em um ano é muito superior ao valor devido pelas famílias e porque empresas, e não famílias conseguem se organizar para criar sistemas massivos de sonegação). Portanto, os que estão protestando, isto é, os pagadores de impostos, são os maiores prejudicados, pois o governo, com sua demanda arrecadatória cada vez maior (o governo sistematicamente aumenta gastos), pressiona as pessoas físicas de “classe média” uma vez que quem paga, paga por si e paga por quem não paga. Lembrando que, de acordo com a tabela do imposto de renda no Brasil, é “classe média” e “rico” quem ganha mais de 4 mil reais por mês.

    3) Escandalo do HSBC: Não falo aqui como representante de movimento, mas sim como Brasileiro de classe média. Quero ver TODOS os escandalos apurados e, se possível que todos mandem o dinheiro de volta para o Brasil. Seja do HSBC, do Petrolão, do Trem de SP. Quero corrupto preso e quero o dinheiro dos impostos que pago bem investido no Brasil e não na conta de algum vagabundo na Suíça.

    4) Os nomes dos corruptores da Petrobras: Os corruptores da Petrobras, no caso específico que está sendo julgado agora foram os primeiros a serem divulgados. Não só o das empresas corruptoras, mas também os dos empresários (que estão inclusive PRESOS, ainda!) e dos executivos. Talvez existam mais nomes? Claro que sim! Mas uma boa parte desses já está até presa! Enquanto os corruptos, funcionários da Petrobras e políticos estão dando shows em CPIs pré-prontas para a PIZZA!

    5) O Capital no Século XXI: Cara Milly, o livro do Piketty não é irrefutável. Nem é um statement definitivo com a solução para a desigualdade. O tema da taxação das grandes fortunas deve sim ser debatido mas com o devido cuidado. Piketty teve que estudar e escrever muito para chegar à conclusão dele. Talvez para entrar nesse tema de tamanha complexidade, devamos nos dedicar um pouco mais. Existem muitos economistas de primeira linha que discordam em absoluto do francês. Segue um exemplo no link (Joseph Stiglitz: Thomas Piketty gets income inequality wrong: http://www.salon.com/2015/01/02/joseph_stiglitz_thomas_piketty_gets_income_inequality_wrong_partner/?hootPostID=de331622d3f021517ee0325faa164ee7). E se você quiser, posso lhe enviar uma análise crítica do trabalho do Piketty em PDF (Measured, Unmeasured, Mismeasured, and Unjustified Pessimism: A Review Essay of Thomas Piketty’s Capital in the Twenty-First Century, de Deirdre McCloskey).

    Finalmente gostaria de deixar aqui um tema para reflexão. Não sou defensor de empresário, muito menos de empresários que têm negócios com o governo. Mas, acredito que devamos reconhecer o valor das empresas sim. Não só das grandes empresas, mas também da pequena e média empresa. Que sofrem no Brasil, como você mesmo falou, abusos de taxação e burocracia. Não estou falando só do padeiro da esquina, nem da agricultura familiar. Estou falando das pequenas empresas de tecnologia que nascem próximas às faculdades, estou falando das empresas que desenvolvem novos modelos de negócio e das que melhoram velhos modelos de negócio. Tudo isso nasce a partir de um estímulo que não é proveniente do assistencialismo, mas sim da criação de um ambiente e de um arcabouço que favorece a criatividade e a independência.

    Que os participantes dos protestos do dia 15 não sejam pre-julgados.

    Curtir

  7. Milly, discordo COMPLETAMENTE do que disse!! Eu vou pra rua dia 15 nao pra pedir a saida da Dilma, ate porque os que estao na linha de sucessao (na minha opiniao) sao iguais ou piores que ela. Mas eu vou pra pedir por mudancas no que eu acho que esta errado! Tudo de uma vez? Nao! Domingo (eu, Bruno) vou pedir por uma reforma politica seria, verdadeira e abrangente!! É o que na minha opiniao é prioridade no momento para melhorar o pais!! Se eu estarei sozinho pedindo por isso (como disse ao Fabio)? Acho que nao, pois eh um dos pontos da agenda da manifestacao do dia 15/03 (que se voce nao sabe, nao eh so pra pedir a saida da Dilma). A reforma Politica esta na agenda, inclusive, das manifestacoes de hoje, 13/03! Mas mesmo que estivesse sozinho na minha opiniao, eu iria. Porque eu acho que pior do que achar ruim ou discordar de alguma coisa, seja o q for, é sentar a bunda na cadeira e nao fazer nada, ficar so criticando!! E pior ainda: criticando quem quer fazer mudar alguma coisa!! Se voce tem algo que discorde e que ache que possa ser melhorado, manifeste sua opiniao, va pra rua, aproveite a oportunidade e de seu grito, peca mudancas!! Seja pelo que for!!

    Concordo com TUDO que o FERNANDO SALVADOR disse e complemento. Ontem a aprovacao do governo da Dilma baixou de 10%. Sera que, entao, só temos menos de 10% da populacao que sao pobres no Brasil e que aprovam o governo dela, ja que quem ta indo pras ruas sao só os ricos insatisfeitos?? Que maravilha se fosse verdade hein!!!

    Pelo jeito voce aprendeu certinho a cartilha do PT. Se alienou em torno de uma bandeira e ficou cega em relacao a tudo de errado e de ruim que está acontecendo, acreditando na conversinha do PT de que ele é a salvacao do “povo oprimido” contra os “ricos malvados”, e nao ve a sua volta quem realmente esta insatisfeito e nem como a situacao afeta voce mesma.

    Curtir

    • Para a Milly – isso é que nem time de futebol. A gente sempre defende sempre estando certo ou errado. O importante é ganhar a discussão. A razão não importa.

      Curtir

  8. Cara Molly,

    Eu não sei em qual contexto da sociedade você se encontra ou que acredita estar, porém o mais importante a ressaltamos não é se quem vai nos governar é o PT ou o PSDB, e sim o que implica a política de cada um. Respeito sua opinião de professor de história que acha que o mundo deve se redimir dos erros cometidos no passado, que rico vota na direita para ser beneficiado e pobre no PT para ser igual aos demais. Entretanto desconheço alguém que sobreviva sem emprego, que não sinta no bolso o peso dos impostos, que sobre o suficiente no final do mês para desfrutar de algo que julgue interesse graças à excelente condição que o atual governo nos concedeu ao longo dos últimos 13 anos (veja que número interessante, aparece em toda parte). De nada adianta ajustar o salário mínimo em 5% se a inflação não baixa de 6,5%. Muito menos corrigir o imposto de renda em 4,5%. Você acredita que ao mudar o que era previsto na Constituição de retornar para os Estados 60% para 40% tirando completamente a autonomia dos mesmos tornando-os reféns do governo federal (acredite o famoso PAC e o Bolsa Família, que era para ser FOME ZERO e era um projeto ineficiente, então foi utilizado a base existe do FHC para dar sequência ao trabalho, são benefícios oriundos destas mudanças, e não da competência administrativa do PT em enxugar gastos públicos e ter um governo eficiente) seja correto? Pois bem, seria se investissem no país com obras não super faturadas, não tivessem 50% dos subsidiados do Bolsa Família inadimplentes, não financiassem a Copa e as Olimpíadas, se não tivtivessem vendido o Pré-Sal como o Eike Batista vendeu as empresas X, tivessem dado continuidade ao magnífico trabalho do FHC com a estabilização do Real, hoje totalmente desvalorizado, com um país que faz questão de confrontar cada vez mais a diferença entre um branco e um negro, que faz terrorismo político quando sentiu-se ameaçado enviando mensagem aos beneficiados que a direita iria lhe tirar o benefício. Os avanços sociais foram sim importantes, mas só isso foi feito de bom! Mas o Brasil não vive só de miseráveis, vive de empresários que empregam a todos, vive de pessoas como nós que precisamos de um emprego e de um salário justo. O Brasil não nasceu para ser Cuba, nem Venezuela, muito menos Bolívia. O Brasil é um povo feliz, que sonha em viajar, ir para a praia nas férias, conhecer a Europa e os EUA. Me diz qual político do PT passa férias em Cuba? Qual deles sonha com o Socialismo? Tu tens uma opinião e expressa ela, porque tu vive em uma democracia. Teu partido não é o único culpado, quando o PMDB desistir do PT, o PT não se reelegerá mais, porque tudo que é prometido, não é cumprido.
    Esse país de rico x pobre só existe na cabeça de quem é pobre, quem tem dinheiro só não se preocupa se o pobre vai ou não ficar rico. Até porque nas últimas pesquisas a classe rica foi a que mais cresceu, por isso diziam que a Dilma governava para banqueiros.
    Dar Bolsa Família não torna ninguém rico querida, pelo contrário, prende a pessoa naquela faixa. Se a intenção fosse mesmo promover o crescimento destas pessoas, em que estágio se encontra o Projeto Pescar? Você lembra dele?
    Diga-me, o que o Lula prometeu que ele cumpriu?

    P.S.:
    A presidente Dilma é sim uma pessoa competente e respeitada por cientistas políticos, porém sem autonomia para trabalhar devido à governança do maior ladrão de todos os tempos (Lula)!

    Curtir

    • Oi, Felipe. Obrigada por discordar educadamente. Não sou Petista – a despeito do que possa parecer – e a vida inteira votei no PSDB, mas recentemente fui dando passos para a esquerda, lendo coisas que nunca havia lido, e mudei bastante de opinião. Acho que o sistema, do jeito que está, induz à corrupção. Não há partido que fique fora dela, e culpar apenas um é passar as coisas para o pessoal. O livro A Privataria Tucana revela números absurdamente catastróficos de desvios que teriam sido cometidos na gestão FH: os maiores da história do Brasil. Mas a mídia – sabidamente corporativa – não fala de seus pares – os grandes empresários, então não ficamos sabendo disso.
      Outra vez, obrigada por passar por aqui e ajudar educadamente nessa reflexão.
      Abraço.

      Curtir

      • Olá Milly,

        Como você deve ter imaginado, não voto em partido, voto em proposta. Já votei nos 5 principais partidos que possuímos à disposição, e em nada me arrependo. Jamais vou defender o Aécio Neves, sem sequer conhecê-lo, e muito menos por estar sendo investigado por desvio da Saúde no governo de Minas. Porém acredito que governar para o povo é fornecer Educação, Saúde e Infraestrutura, e não dinheiro! Qualquer país desenvolvido tem grandes trabalhos para desenvolvimento econômico, além de clareza e simplificação de impostos. O reflexo disso é invariavelmente na população, quem realmente sustenta a máquina pública. Acredito que o plano inicial do governo à 13 anos atrás foi o melhor possível, deu crédito a quem nunca teve nada, possibilitou avanços sociais e culturais. Porém isso não é correto quando você começa a alimentar confrontos que já existem na cultura da sociedade, e eles estão ali para disseminar ao invés de ampliar. Discordo completamente de cotas à negros para não sofrerem com racismo, quando eles próprios estão classificando-os como uma classe, que sequer existe, é um ser humano igual ou superior a qualquer outro. Quer beneficiar, oferece cotas na universidade para quem é oriundo de ensino público, e não pela cor de pele, isso é racismo,. De que adianta acusar o PSDB de corrupção, se o PT roubou em uma década mais do que qualquer outro ao longo da história? A disputa não é votar em quem rouba menos, mas sim em quem proporciona menos prejuízos ao cidadão comum.
        Respeito a sua mudança, felizmente vivemos em uma democracia, mas volto a ressaltar a reflexão à respeito dos princípios que o governo prega jamais estar ligado ao desenvolvimento socioeconômico do país e sim de um sistema autoritário, com claras tendências comunistas.
        Governar para o povo é manter o equilíbrio financeiro, evitando inflação, altas excessivas dos impostos e fornecendo sistemas públicos de qualidade . Quando isso é atingido, todas as classes, sem nenhuma exceção é beneficiada, e devido aos próprios méritos. Se você perder esse controle e decidir governar somente para uma classe, as demais sempre serão prejudicadas, e com o passar do tempo, este sistema se torna inflado, obsoleto e ineficaz.
        Isso tanto é verdade, que o resto do mundo sofreu com uma crise imobiliária, que para conseguir retomar o desenvolvimento precisou cortar impostos e investir na fabricação, tendo o Brasil um exponencial crescimento por se tratar de um dos maiores fornecedores de matéria prima. Passado isto, retornamos aonde estávamos, porém tido uma péssima gestão administrativa, vamos sofrer dentro de 2 à 4 anos um severo impacto financeiro graças à crise imobiliária que nós criamos com o programa Minha Casa Minha Vida (não tenho nada contra, porém acredito que deveria ser implantado gradualmente e para quem realmente precisa, e não só por querer), pois como são apresentados anualmente, metade está inadimplente.
        Não acredite neste discurso que os empresários fazem A, B ou C, pois o ramo de maior arrecadação do país é o da construção civil (empreiteiras), e como qualquer pessoa que não esteja alienada nos últimos meses sabe, as mesmas juntamente do governo federal criou um clube de corrupção para garantirem contratos.
        Aconselho quem tem dúvidas sobre política, buscar informações sobre o sistema aplicado em países desenvolvidos e compará-los com o nosso, ao invés de tentar uma busca eterna e sem fim da correção da nossa realidade.

        Parabéns pelo blog, primeiro pela sua cordialidade mesmo que discorde de alguns comentários e depois atrair públicos diversos (acredite, isso é muito difícil).

        Curtir

      • Perfeita análise do que aconteceu no Brasil nos últimos. Sem alienação, utopia e fanatismo. Infelizmente foi jogado fora o maior auge econômico que o Brasil já teve, que poderia ter transformado de verdade a vida da população.

        Curtir

      • Obrigada por comentar e por elogiar. Pois é. Acho que o lulismo acabou e é hora de tentar ver como fazer para continuar a evoluir. Do jeito que está não está bom, e ainda tem a ameaça da direita radical vindo aí.

        Curtir

      • Oi, Felipe. Muito bacana poder dialogar assim. Eu que agradeço. Eu pensava como você e era contra as ações inclusivas também. Mas aí entendi que em países colonizados como foi o nosso, e no qual há classes que largaram para essa corrida muito atrás de outras, essas ações são essenciais para dar uma igualada nisso e corrigir injustiças. Fui ler bastante sobre esse tipo de ação em outras partes do mundo, e elas sempre ajudam a diminuir a desigualdade. Acho que é Beckett que disse “primeiro o estômago, depois a gente fala de moral”. É por aí eu acho. O duro de sociedades é que não se consegue desenhá-las, é preciso experimentá-las. Estamos tentando. Outra vez obrigada pelo papo e por frequentar esse espaço.
        Abraço.
        Milly

        Curtir

  9. Olá, Fernando Salvador!
    Como não há um link para comentar diretamente um comentário seu, faço-o aqui, enfocando apenas um dos pontos que gostaria de esclarecer.
    Você falou sobre aumento da tarifa de energia elétrica de 50% em um ano. Só para me informar: quantos aumentos houve depois que essas mesmas tarifas caíram há algum tempo atrás?
    Abraço.

    Curtir

  10. Olá, gostei muito do seu blog, o que vi ontem me deixou muito triste, pessoas que se dizem esclarecidas, usando e envergonhando a nossa camisa amarela, pois essas pessoas, na grande maioria não sabem nem porque estavam lá. Só porque não se conformam de terem perdido as eleições, e são manipuladas pela mídia que só fala em Petrobrás, mas não fala das falcatruas do PSDB, que quando foi governo entregou as nossas empresas .E meteu a mão e quer continuar fazendo isso. Temos que protestar, mas não desta forma ,e sim, cobrando dos políticos que estão no poder, tudo o que prometeram, independente de seu partido. Só porque não gostam da Dilma, convocam as pessoas (massa de manobra do PSDB e da Globo), pela internet e os que se acham espertos vão e não veem, que o objetivo é o controle do governo, e até, privatizar a Petrobras, que é o maior patrimônio do Brasil E os americanos estão loucos para por a mão no nosso petróleo . Fico triste por ter tanta gente ignorante que sai de casa num domingo com faixas pedindo a ditadura (que foi um período negro e vergonhoso na história do Brasil). Ou ofendendo a presidente chamando de filha disso ou daquilo e não têm respeito mandando a presidente tomar no …Deveriam de ter vergonha, pois o argumento deles para o impeachment é só esse. Não respeitam e querem ser respeitados. Só provam que são baixos e babacas. Riquinhos metidos querendo um retrocesso, querendo que nosso país, que depois de muita luta, conseguiu melhorar a vida da maioria dos brasileiros, volte a ter mais miséria e desemprego. E cospem no prato que comeram, que vergonha. Falem por vocês, que graças da Deus não são a maioria. Se fossem teriam elegido o coxinha. Muitos carneiros fazendo o que a Globo e a Veja mandam. Que triste.
    Beijinhos.

    Curtir

  11. Caro Fernando, o PT não pode investigar ninguém. Quem investiga são as policias, o ministério publico e os órgãos de controle. Porém, não podemos negar que o Mensalão do PSDB empacou, vai prescrever e não vai ter julgamento. Eu te pergunto:
    1- Será que o Brasil quebrou mesmo?
    2- Será que a Petrobrás se acabou?
    3- Será que a Dilma não tem mesmo competência?
    3- Por que não se pergunta pelo julgamento do Trensalão do PSDB de São Paulo?

    Curtir

    • José Wilson, já são 13 anos desde que a Polícia Federal opera sob a regência de um Ministro da Justiça escolhido pelo Lula ou pela Dilma. A grande maioria dos Ministros do STF foram indicados pelo Lula ou pela Dilma. O Procurador Geral da República, que é básicamente o “chefe” do Ministério Público, foi noemado pela Presidenta Dilma, e antes disso o Sr. Roberto Gurgel havia sido nomeado pelo Presidente Lula.

      Então, agora eu lhe devolvo a pergunta. Por que não se pergunta à PF, ao MPF e à PGR, pelo julgamento do Trensalão do PSDB de São Paulo? Sem dúvida, nesse caso, o interesse da população e das pessoas no Governo Federal é convergente (ao contrário do caso do Petrolão, por exemplo).

      Com relação a Petrobras (não tem acento), devolvo a dúvida para você. Nos últimos 6 meses, a empresa perdeu mais de R$ 300 bilhões de valor (75% do valor total), perdeu o grau de investimento, deixou de publicar balanços auditados por não conseguir contabilizar a corrupção e os prejuízos de forma correta, diminui sua capacidade de alavancagem financeira, perdeu sua capacidade de investimentos tendo que revisar para baixo suas projeções de crescimento. Por óbvio, a Petrobras não “se acabou”. Mas de fato, a gestão petista da empresa destruiu muito valor, e ninguém sabe como será o futuro.

      Curtir

  12. Todos falam em crise em PT e PSDB em RICOS e POBRES mas o que importa mesmo é o IDH (indice de desenvolvimento humano) que calcula o desenvolvimento de uma naçãoem todos os sentido violencia, aufabetização, alimentação, transporte, tecnologia, segurança distribuição de renda e etc de todos os países. agora ficou facil de ver quem tem razão é só pegar o google e pesquisar RANKING DE IDH do BRASIL no ano de …… (que vocês tiverem curiosidade) e depois em um segundo ano e ver se estamos melhorando ou piorando em selação ao resto do mundo.
    As vezes um corredor de maratona de um ano para outro melhora o seu tempo em 10 minutos que parece muito muito mais ele termina em uma colocação pior do que no ano anterior. Ai vem a questão ele melhorou ou ele piorou?
    se ele tem uma visão só voltada para sí ele melhorou, agora se ele tem uma visão querendo chegar ao topo estar no podium ele sem duvida piorou.
    Agora o que voces tem que ver qual é o país que vcs querem para seus filhos, netos, tataranetos e assim por diante.

    Curtir

  13. Pingback: A democracia morreu, agora é oficial « Associação Rumos

  14. O povo vai para as ruas porque não sabem onde ir. Ficar parado e assistir o PT aniquilar o Brasil sem punição devida é que não pode. E os petistas escrevem bobagens.

    Curtir

  15. Por favor, Milly, responda sobre o que disse o Fernando, pois muito do que ele falou me deixou em dúvida se é verdade; e como você disse que não concorda com o que ele falou, quero que você diga o porquê. Mas o comentário dele foi em março, e estamos em agosto, e nada de você responder. Isso seria importante para as pessoas que leram seu texto, e acreditaram nele.

    Curtir

    • Oi, Diego. Nem sei mais o que disse o Fernando, mas acho que temos dois caminhos aqui. Você pode acreditar no Fernando ou em mim. Minha opinião é tão importante e válida quanto a dele. Não vou ficar defendendo meus textos, e tampouco tenho controle sobre a interpretação que você faz dele. No mais, espero que continue frequentando esse espaço e que eu possa fazer você refletir. O palco é livre e o debate em grande nível sempre bem-vindo. Depois que escrevo a bola fica com vocês. Abraço.

      Curtir

  16. Tem gente que não se enxerga, procura nos outros defeitos para justificar que está defendendo a coisa, “mundo perfeito esse seu ” onde tudo é “azul e não chove nunca”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s