Comportamento/Economia/Política

Aleluia irmãos: acabou a Cracolândia

Com frases como “a Cracolândia acabou” e “não vai ter mais Cracolância em São Paulo” a administração de João Doria decretou o sucesso da operação que conduziu com a PM na região paulistana que é uma espécie de centro de usuários de drogas e de traficantes.

Se essa é a solução para acabar com o consumo e com o tráfico então o prefeito de São Paulo precisa avisar o resto do mundo que descobriu como eliminar um dos grandes males da sociedade atual.

Claro que se João Trabalhador, como gosta de ser chamado, for a ONU narrar a operação que sua administração conduziu na Cracolândia ele deixaria a audiência enojada e enjoada. Sob todos os ângulos a ação foi desumana, cruel e autoritária.

Tratar o ser humano como barata não pode ser solução para coisa nenhuma. As imagens da auto-aclamada operação na Cracolândia chocam, enjooam e envergonham. Declarar que a Cracolândia acabou é uma mistura de arrogância, burrice e completa falta de capacidade cognitiva.

A Cracolândia não é um lugar, é um estado de coisas; não é uma região da cidade, mas uma região da condição humana. Não se acaba com a Cracolância tirando ela da frente de nossos olhos frágeis que preferem enxergar apenas o belo.

Espalhar o usuário pela cidade, prender uma dúzia de traficantes e esfregas as ruas com sabão não vai dar fim a problema algum, nem eliminar a Cracolândia.

Mas Doria está obcecado com a tal da Cidade Linda que embala seus sonhos marqueteiros, e é evidente que uma cidade que reserva uma região para os noias não pode ser assim tão linda.

É urgente acabar com essa feiura, e que se dane tentar entender por que essa gente se submete a viver como bicho porque eu não quero mais esse povo sujo e fedido na minha frente e eu sou o CEO e mando nessa porra.

A Cracolândia incomoda porque deixa na nossa cara uma das mais cruéis mazelas de um sistema que não é capaz de acolher a todos. Estão bem ali na frente esses zumbis que, sem trabalho e sem um lar, passam o dia a se entorpecer na desesperada tentativa de escapar de uma realidade que não suportam mais.

A classe alta faz a mesma coisa, mas ao contrário do cheiro que os noia exalam, usa e abusa de drogas em locais privados, limpos e protegidos de investidas da polícia.

Estudos a respeito do uso e abuso de drogas indicam que prevenção e tratamento são as ações mais baratas e eficientes para lidar com o problema, e que mandar a policia acabar com a cena do crime é, além de ineficaz, caro. É inimaginável que declaremos guerra policial às drogas sabendo que é caro, ineficiente e imoral.

Qualquer pessoa com um mínimo de boa vontade entende que Doria não está preocupado com as drogas, nem com o abuso delas, mas com a beleza da cidade. É, portanto, uma guerra higienista, um esforço para tirar da nossa frente aqueles cidadãos considerados perigosos a nossa segurança quando já sabemos que os cidadãos mais perigosos a nossa segurança estão fazendo as leis e administrando a nação.

E que enquanto eles seguirem nesse jogo sórdido de manter o excesso de capital girando entre eles e alimentando toda a promiscuidade da tirania privada não haverá fim de Cracolândia alguma, ainda que ela, aparentemente, tenha saído das nossas fuças.

O que Doria está fazendo com essa administração higienista em nome do que considera ser belo e agradável aos olhos tem outro nome: se chama guerra de classes.

7 pensamentos sobre “Aleluia irmãos: acabou a Cracolândia

  1. Pingback: Aleuia irmãos: acabou a Cracolândia | Blog da Milly | BRASIL S.A

  2. Oi, Milly.
    Quando falou em tratar humanos como baratas, lembrei-me do episódio Engenharia Reversa da série Black Mirror. Impossível não associar o que o prefake e o picolé de chuchu fizeram na cracolândia a isso. Se ainda não viu, sugiro fortemente.
    Abs,
    João.

    Curtir

  3. Pingback: Um dos mais belos discursos da história | Blog da Milly

  4. Em tempos sombrios o humor não nos salva mas suaviza. Adorei um meme do João Dória chegando á Capela Sistina e mandando pintar de cinza achando que era um grafite de mal gosto e com muita informação! “Enquanto os homens exercem seus podres poderes…”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s